terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Diamond Soulless



Suas mentiras continuaram congelados em seus lábios.
Vendo o mundo praticamente petrificado no tempo.
Mas para ele, o mundo continuava andando.
Para seus olhos, era estúpidamente normal.

Ele gostaria de falar, de pedir por socorro.
Não teria vergonha de chegar a pedir clemência.
Mas sua garganta estava a cada segundo sendo estrangulada.
Sua própria mão recusando a largar o pálido pescoço.

Ele se recusa a acreditar que esta mão seja sua.
Poderiam pensar que estaria tentando suicidio.
Mas quem se importaria com uma cobaia jogada e esquecida no laboratório?

E quando o raio de sol bateu em seus olhos violetas, era como o vidro caindo no chão.
Não estava acostumado a esse ar puro, tão puro que é intoxicante.
Ele quer apenas uma coisa em troca de sua liberdade.

Dar aquele abraço, tão confortante e quente.
Deixar aquele gosto de "Adeus".

Para saber que sua vida foi distorcido por um Felizes Para Sempre que nunca lhe pertenceu.

Quit Den Whisperwind - Diamante Sem Alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário