sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Eu avisei sobre o meu amor por galinhas...


 Eu avisei que postaria algo quando tivesse vontade.
 E eu fiz!


De certa forma é uma sensação de liberdade que tenho, você sabe, eu criei esse espaço justamente para poder fazer absolutamente a merda que eu quiser, eu posso rir, ou posso ficar brava ou deprimida, posso encher meu blog de merdas depressivas, pois meu tumblr é lugar pra coisas melhores, algo relacionado a cachorros, ou a galinhas por exemplo.

Galinhas são os animais mais engraçados e interessantes da quais eu admiro, das quais andam tortas pelas ruas da cidade a qual minha avó mora, ah o quanto que eu gosto da Sandy e Junior.



No caso, Sandy e Junior eram os nomes de um par de pintinhos da quais toquei o terror na cabeça de meus pais quando era pequena, eu SEMPRE quis ter a sensação de ter um animal um tanto quanto... exótico em meu quarto? Já tive épocas das quais eu queria um pombo correio somente pelo motivo de enviar mensagens a meus pais enquanto eu estivesse na escola, eu pensava "Pô, o passárinho é treinado, eu posso até mesmo colar nas provas com um pombo correio!". Ah  como sinto saudades de 10 anos atrás onde eu PENSAVA que quando mais velha, poderia treinar uma e ter uma gaiola enorme cheia de pompos. Puta que me pariu, onde estava a minha mente?



Voltando a história das galinhas, em um natal, meu irmão ganhou um skate, eu me lembro que tentei andar naquela bulhufa e o resultado foi nada legal. Agora em meu caso, meus avós sabendo do meu fascínio por galinhas, eu ganhei um ovo.

Agora vamos todos apontarem para uma Brenda de 9-10 anos pulando com as perninhas gordinhas e feliz, mas acreditem que aquele foi o melhor presente que eu poderia ter recebido na minha vida naquele instante. Dane-se os cachorros de pelúcias das quais eu fazia montanhas de coleções de tanto que eu tinha.

Entendam que eu nunca gostei da Barbie, meu santo não batia com aquela coisa plástica do sorriso tenebroso, o unico motivo a qual eu as comprava era pelo fato de que vinham com mini animais, eu basicamente pegava a coitada da boneca e atirava pela janela, e os cachorros em miniatura eram meus amores, eu sempre gostei de cachorros e animais no geral, eu falava que gostaria de ser veterinaria quando crescesse, eu penso que a maioria das crianças pensam em ser veterinarios, meus interesses profissionais mudaram muito ao longo de 10 anos.



Ok, lá estava eu com uma porra de um ovo, e um sorriso tão retardado que se eu fosse um desenho animado, a situação seria pior que Ren & Stimpy. E o que eu sabia sobre ovos era que quando chocar iria aparecer uma linda criatura feia que depois iria ser um projeto de galinha. Ah! Lá estava eu chocando o ovo.

Eu tinha que parar em certo momento em escrever esse texto pra imaginar tamanha vergonha alheia, no caso, eu pegava um travesseiro bem fofo, colocava o ovo encima, e em seguida ia com a minha busanfa esquentar aquilo, e lá eu fiquei por minutos, por horas, por dias talvez, eu só sei que teve uma hora que meus pais não aguentavam ver tal cena e tinham que tomar providencias sobre.



Pensem que mãe e pai de família vendo sua amada filha sentada num ovo com a ilusão de que nasceria uma ave dali era dificl de se observar.



E eu não me lembro exatamente como foi em seguida, de acordo com minha mãe, eles tiveram que ir lá na casa da mãe joana comprarem um par de pintinhos, chegando em casa, eles colocaram meus futuros filhos numa caixa, pegaram o ovo que já deveria ter sofrido bastante com minha bunda, quebraram, e colocaram as cascas na caixa para fingirem que os pintinhos nasceram.

Ahhh e dai quando a Brenda chega da escola. "AI MEU DEUS, MÃE, PAI, A SANDY E JUNIOR NASCERAM!". A felicidade era tanta que eu não pude imaginar as situações das quais tive com duas aves morando em meu quarto.

Muito menos meus pais.


Vamos listar as situações para que fique mais organizada, de acordo com o que minha mente ainda se lembra dessa época.


Pensem em um par de galinhas subindo em seus animais de pelúcias e cagando sem parar encima delas. (E quando você olhava para os bichinhos, era como se eles quisessem dizer a ti "Veja o quanto de cocô nós fizemos em suas pelúcias para ver o quanto que cagamos e andamos pra você").


Pensem no Junior prendendo a cabeça no buraco da caixa, e gritando como uma bicha do meu quarto esperando alguem resgata-lo enquanto que meu irmão e eu estavamos jogando uma partida multiplayer de Conker's Bad Fur Day na sala, e quando finalmente ouvimos, eu tive a 'brilhante ideia' de usar uma régua para empurrar a cabeça do coitado para desprende-lo do buraco. Não me pergunte porque diabos usei uma régua, sem perguntas, eu devo ser retardada.


Pensem no Junior ciscando feliz da vida com a Sandy procurando minhocas na terra, enquanto que um cachorro gigante se aproximava e prendeu o pobre Junior em uma de suas patas, enquanto minha mãe gritava sem parar para o cachorro largar, e o bicho enorme apenas olhava para o pássaro, em seguida para a cara da minha mãe, e assim até largar o coitado.

O Junior sobreviveu.


Pensem no Junior diversas vezes andando e batendo a cabeça em minhas pernas, pensem no Junior olhando bravo pra mim, pensem no Junior comendo meu dedo, pensem em todas as coisas bizarras do mundo, um pintinho chamado Junior já fez isso.


Nenhum filho da puta se compara ao Junior, ele sim é a pessoa mais filha da puta do mundo, só cagava e me bicava, e mesmo assim eu amava aquele filhote como se fosse meu próprio filho!
A Sandy sempre ficava na dela, mas ela tinha seus momentos Devassa.


Resumo de história, meus pais não aguentaram e deram meus filhotes embora para meus avós levarem pros vizinhos cuidarem.

Eles já devem ter virado canja faz tempo.

Mas até os dias de hoje eu costumo olhar pra qualquer galo/galinha na rua da casa de meus avós e e pensar 'aquela lá é a Sandy, aquele lá é o Junior, cresceu e agora ta catando as cocótinhas,o orgulho da mamãe".



Eu ainda consigo me lembrar do dia em que eles apareceram na minha vida.

7 de Abril, não sei que ano exatamente, mas sempre comemoro mentalmente o aniversário de meus 'filhos' quando posso.

 Mas cara, como eu amo galinhas, tanto pra bicho de estimação quanto pra comer, vish mano.




"MAS O QUE FOI ESSA HISTÓRIA?"



Oh, um Tumblr pra quem gosta de galinhas, você sabe...
 http://cluckyeschickens.tumblr.com/

Créditos das imagens são de seus respectivos donos, eu as peguei desse tumblr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário